HBSIS
Unimed Nordeste-RS investe em tecnologia para medicina preventiva

A Unimed Nordeste – RS investe no setor de medicina preventiva desde 2003. Com o objetivo de reduzir custos assistenciais e mensurar de forma mais assertiva os resultados do trabalho, a operadora gaúcha adquiriu no último mês o HB.Prever. A solução, criada pela HBSIS, já monitora mais de um milhão de vidas em todo o território nacional e garante resultados mais assertivos às ações de medicina preventiva das empresas.

Entre as atividades que a Unimed Nordeste-RS realiza estão os programas Empresa Saudável, o monitoramento domiciliar, os grupos operativos e a central de vacinas. Segundo o coordenador de medicina preventiva da operadora, Janur Gustavo Machado, o HB.Prever irá monitorar, inicialmente, nove mil vidas. “Nosso objetivo é chegar a 25 mil pessoas monitoradas através da solução”, explica.

A flexibilidade e a facilidade de operação da solução pesaram na decisão de contratação da empresa. “Pretendemos incluir no HB.Prever as vidas atuais e ligá-las aos programas de medicina preventiva. Dessa forma, teremos os protocolos atrelados a contatos periódicos com os pacientes, de acordo com cada caso e programa”, ressalta o coordenador. A Unimed Nordeste-RS pretende ainda medir os resultados das atividades através da solução, garantido ações assertivas e uma organização mais efetiva da gestão.

Segundo o consultor de negócios da HBSIS, Cleiton Kuhnen, a implantação do projeto está prevista para iniciar na segunda quinzena de março. “O HB.Prever terá integração com diversos sistemas, como o de gestão da operadora, além do prontuário eletrônico. Com isso, a Unimed Nordeste-RS poderá utilizar todas as fontes de dados possíveis, incluindo planilhas que já vinham sendo alimentadas desde a implantação dos programas na operadora”, explica.

O projeto, segundo Cleiton, irá envolver, além da equipe da HBSIS, o setor de tecnologia da informação e de medicina preventiva da Unimed Nordeste-RS. A operadora atende 16 municípios gaúchos, o que representa 49% dos usuários de plano de saúde suplementar do Rio Grande do Sul. “A parceria entre as empresas e o modelo de implantação adotado servirão de referência para projetos avançados envolvendo medicina preventiva em todo país”, conclui Cleiton.

Fonte: Melz | Assessoria de imprensa - HBSIS