HBSIS
Lançado há dois meses, Projeto Inova reúne mais de 100 ideias de inovações na HBSIS

Desde fevereiro deste ano os colaboradores da HBSIS contam com um portal exclusivo para o cadastro de ideias que possam trazer melhorias para os processos da empresa, bem como a criação de novas soluções e adoção de novas tecnologias. O Projeto Inova funcionaria por apenas um ano, mas os resultados surpreenderam e a companhia já planeja prorrogar a ação.

“Nestes dois primeiros meses chegamos a 115 ideias cadastradas, uma média de duas por dia. Nosso principal desafio agora é continuar estimulando a participação dos profissionais no cadastro de ideias e em sua execução”, aponta Fernanda Kornely, analista de soluções e coordenadora do Comitê de Inovação do Projeto Inova.

Após ser cadastrada, a ideia fica visível no portal e qualquer pessoa da equipe pode complementá-la. A autoria, porém, só ficará visível após a avaliação realizada pelo Comitê de Inovação do projeto, composto por profissionais de áreas distintas da própria HBSIS. “Com o Projeto Inova você não precisa estar em um certo nível hierárquico para sugerir uma mudança na empresa” explica.

As ideias rendem pontuação conforme evoluem nas etapas do fluxo de inovação e seus autores acumulam pontos que poderão ser trocados por produtos. Sugestões que gerarem melhorias mensuráveis podem render para o autor a participação nos resultados por um período determinado. Em maio aconteceu a primeira troca de pontos.

Reuniões do Comitê e Tech Talks
Para debater as ideias cadastradas e discutir a melhor forma de estudá-las colocá-las em prática, o Comitê de Inovação do Projeto Inova se reúne mensalmente. Para que uma sugestão seja utilizada, ela precisa passar por três status: Quente (quando é interessante para o momento atual dos negócios da HBSIS), Execução (quando entra em prática) e Implementada.

Em alguns casos o comitê entende que ainda é preciso tempo para começar a trabalhar com o que foi proposto. Nessa situação a ideia pode receber o status de Congelada. Das 115 ideais cadastradas, quatro estão em execução, 54 estão congeladas e 30 são consideradas quentes. “Hoje a maior parte de ideias se dividem em melhorias internas de processos e proposta de novas soluções”, avalia Fernanda.

O Projeto Inova realiza ainda Tech Talks. São encontros entre profissionais de áreas específicas da empresa que se reúnem para debaterem melhorias e disseminarem conhecimento sobre diversos temas relacionados ao desenvolvimento de software. Dois encontros já aconteceram e o terceiro está programado junho.

“Em breve, a HBSIS pretende, inclusive, comercializar este projeto para outras empresas que também estejam adotando processos de inovação internos. A opção de desenvolver o portal internamente foi realizada justamente pela falta de opções no mercado. Esse tipo de ação tem sido de grande valia para integrarmos a equipe e otimizarmos os nossos processos”, conclui a analista de soluções.

Fonte: Melz | Assessoria de imprensa - HBSIS