HBSIS
HBSIS apresenta solução de monitoramento de entregas na ABAD 2014

Evento acontece de 4 a 7 de agosto, no Expotrade Convention Center, em Curitiba (PR). HB.MDM foi criado pela companhia catarinense em 2011e já atua em 56 clientes em todo o país

Controlar todos os percalços que envolvem as entregas no momento em que eles ocorrem é um dos grandes desafios das companhias do setor de logística e distribuição. A comunicação eficiente e a rápida tomada de decisões são cruciais para atender bem os clientes, evitar atrasos, rotas incertas e despesas extras. Foi pensando nisso que a HBSIS desenvolveu o HB.MDM, uma solução de monitoramento de entregas em tempo real.

A ferramenta será o principal destaque da companhia durante a 34ª Convenção Anual do Atacadista (ABAD) 2014, que acontece entre os dias 4 a 7 de agosto em Curitiba (PR). Esta é a segunda vez que a HBSIS participa do evento, que reúne anualmente grandes players da área de logística e apresenta ao mercado as principais novidades em produtos e serviços para o setor.

“O HB.MDM emite alertas sobre devoluções no momento em que elas ocorrem, facilitando o gerenciamento da situação, além de informar o motivo do ocorrido. É possível também verificar a localização da frota, a rota percorrida e receber relatórios de performance, bem como sugestões de melhoria e oportunidades”, explica Gilson Crispim, coordenador de produto da HBSIS.

Outra vantagem do HB.MDM é a facilidade de acesso aos dados. “As informações são disponibilizadas em uma única interface, que é acessada pelo condutor do veículo através de dispositivos móveis e pela empresa através dos computadores”, conclui.

Atualmente a HBSIS possui clientes em todo o país. Entre os que utilizam o HB.MDM estão as revendas da Ambev, principal cliente da companhia, e distribuidoras como a Codical Atacadista e o Atacadão Centro Sul. Através da solução, as empresas reduzem os custos em curto prazo. Foi o caso da distribuidora Coutrim, de Salvador (BA), que conquistou uma redução de 70% das devoluções já no primeiro mês de uso da ferramenta.

Fonte: Melz | Assessoria de imprensa - HBSIS