HBSIS
Blumenau é a segunda cidade que mais cresce no Brasil, na área de TI
Blumenau é a segunda cidade que mais cresce no Brasil, na área de TI

Matéria do portal ComputerWorld destaca o crescimento do setor de TI na cidade de Blumenau

 

O faturamento com tecnologia em Santa Catarina representou R$ 11,4 bilhões no ano passado, o que corresponde a 5% do PIB do estado

A cidade de Blumenau, em Santa Catarina, registrou um crescimento de 3% no número de empregados no setor de TI no ano passado, segundo o da Acate Tech Report 2015, estudo realizado por iniciativa da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) em parceria com a Neway. O município está entre os nove polos tecnológicos do estado, onde o segmento de TI faturou R$ 11,4 bilhões no ano passado, equivalentes a 5% do PIB catarinense. E foi o que registrou a segunda maior taxa de crescimento de empregos no setor entre os estados brasileiros, ranking liderado por Florianópolis (SC).

Apesar das restrições orçamentárias implementadas em vários segmentos econômicos, o estudo aponta Blumenau como o quarto em faturamento médio em todo o país, apresentando R$ 4,8 milhões no período. À frente de centros como Porto Alegre e Belo Horizonte, o setor de TI de Blumenau se destaca em densidade de empresas e de empreendedores, critérios em que aparece entre as seis primeiras posições no ranking brasileiro.

Vale de inovação
O Vale do Itajaí, região onde se encontra Blumenau, concentra 28% das empresas catarinenses atuantes no setor de tecnologia, totalizando 804 companhias,entre elas a Senior, empresa de sistemas de gestão integrada, que faturou R$ 224 milhões em 2015, um crescimento de 16% em relação ao ano anterior. “O Vale viu nascer soluções pioneiras em tecnologia e acompanhou o desenvolvimento do setor de perto, participando ativamente da construção do que Santa Catarina se tornou hoje: um polo diferenciado de inovação e empreendedores dinâmicos”, afirma Carlênio Castelo Branco, CEO da Senior.

Integrange do mesmo polo, a HBSIS, especialista em vendas e logística com sede em Blumenau, e que tem em sua carteira clientes como BRF e Ambev, cresceu 25% no período e prevê aumento de mais 17% no seu faturamento até o fim de 2016.

Para Humberto Matesco, CEO da empresa, “a região continua vivenciando um momento positivo para continuar expandindo. Mesmo diante da crise que afeta todo o país, mantemos nossas perspectivas de desenvolvimento não só em Santa Catarina, como também em outras cidades brasileiras para onde estamos levando nossas soluções”, completa.”